Chegaram meu LG G5 e meu LG X Power

Chegaram meu LG G5 e meu LG X Power

Nesse post vou falar um pouco sobre meus dois novos celulares… o Lg G5 e o LG X Power… Por que dois? Porque eu sempre gosto de ter um de reserva, e vendi meu antigo LG G4 pois não estava mais na garantia e fiquei com medo do burn in e bootloop (já tinha dado bootloop uma vez). E por que comprei outros dois da LG? Porque gosto da marca, apesar desses problemas… Se eu quisesse, poderia ter trocado meu LG G4 pelo G5 na própria assistência da LG, já que é isso que as pessoas estão fazendo, mas demoraria um pouco e eu não aguentaria ficar sem celular…

Então, já que tenho direito a pegar um aparelho com desconto pelo meu plano da Claro a cada 11 meses, acabei pegando o Lg G5, vendi o G4 no Mercado Livre em duas semanas (por R$ 1,000,00, completo, com todos os acessórios, junto com kit travel e tampa traseira de couro novinha), E comprei um Lg X Power para ficar de reserva, caso dê algum problema com o G5.

Todas as marcas dão problemas, parece que os celulares de hoje em dia são descartáveis, apesar de cada vez mais caros. Já tive Samsung, Motorola, Sony… só o Sony não deu problema, mas os novos modelos top de linha estão com problema de super aquecimento. Então é melhor comprar um que tenha uma assistência boa… Pensei em comprar o Zenfone 3 mas se der problema tem que enviar para a assistência em São Paulo. E a LG tem uma autorizada na esquina da minha casa 😉

Mas vamos começar pelo LG G5… achei MUITO parecido com meu antigo Lg G4! Muito mesmo! Todo mundo deve saber que a LG não comercializa o "verdadeiro" G5 no Brasil… a versão vendida aqui no país é a LG G5 SE, que é uma versão "capada", ou seja, com menos memória RAM, e processador um pouco mais lento. A justificativa é que os brasileiros não teriam dinheiro para comprar um celular tão caro como o top de linha G5 (só que essa versão SE veio com o mesmo valor que é vendido o G5 lá fora…). O G5 vem com processador Snapdragon 820 e 4GB de RAM. A versão à venda no Brasil traz o Snapdragon 652 e 3GB de RAM – mas a configuração dá conta do necessário para o uso diário e oferece um bom desempenho. Só que, como já falei, é muito parecido com o G4.

Uma das poucas diferenças significativas do G5 para o G4 é o fato de o G5 ter duas câmeras traseiras. Uma das câmeras é a “normal”, com 16 MP. A outra tem 8 MP, mas que vem com um ângulo de abertura bem maior. Para alternar entre as câmeras, é só tocar num ícone na tela do celular, enquanto se tira a foto ou se grava o vídeo. Ou seja, quando você está tentando enquadrar muita gente numa foto, e não está cabendo pois você está muito perto, basta trocar para a câmera com ângulo de abertura maior e o problema estará resolvido 😉 Mas o resultado lembra as fotos obtidas com as lentes “olho de peixe”, com uma distorção nos cantos da imagem.

Outra diferença é o sistema de módulos… A sua parte inferior é removível e possibilita a substituição da bateria por outros dispositivos. Alguns dos acessórios que podem ser acoplados são uma câmera do tipo DLSR (a Cam Plus) e um reprodutor de músicas em alta definição. A boa notícia é que a LG está oferecendo esses módulos gratuitamente aos compradores do Lg G5. Eu ganhei uma cam plus, chegou ontem, depois de 1 mês que cadastrei a minha nota fiscal no site… Confesso que ainda não testei, não parei em casa, e precisa deixar carregando, mas futuramente faço outro post sobre ela…

 

Outra característica legal do G5 é a tela sempre ativa, que mostra o horário e a data (ou a sua assinatura, mas isso acho desnecessário). O display do G5 é Quad HD de 5,3 polegadas.

Resumindo, pelo valor que peguei pelo plano, valeu a pena (cerca de R$ 900,00), já instalei o aplicativo de filtro azul, e se der burn in, está na garantia ainda, é só levar na assistência.

Agora vamos falar um pouco do LG X Power… por que escolhi esse modelo como celular reserva? Bom, a primeira característica que me chamou a atenção foi a super bateria de e 4.000 mAh, que garante uma autonomia acima da média entre os concorrentes. Para efeito de comparação, o top de linha Galaxy S7 tem 3.600 mAh. Além da boa autonomia, o sistema de bateria do LG X Power K220 traz como grande diferencial um carregador capaz de recarregar o smartphone na metade do tempo dos modelos tradicionais (uma carga de 100% pode ser feita em 2h30min). Outra boa ideia da LG é a conectividade OTG. Ela permite que você compartilhe bateria para outros celulares que possuem essa entrada (você precisa de um cabo OTG que não acompanha o produto). Eu uso um adaptador OTG e consigo carregar meu LG G5 no X Power 😉

 

 

Outro fato importante é que ele aceita dois chips… tenho 2 chips pré, um da Claro e um Tim Beta (e o pós da Claro ficou no Lg G5).

A câmera é satisfatória, tem 13 mb mas a definição das fotos é bem diferente de um top de linha, e por esse motivo muita gente tem se "decepcionado" com essa câmera, mas para o valor que custa o celular é ótima. A frontal tem 5 mb, dá para tirar fotos boas sim.

A tela do X Power não é full HD mas é bem nítida. No geral, o custo benefício desse celular é super justo, e depois de pesquisar várias marcas e modelos, fiquei entre ele e o Asus Zenfone 3 Max… os dois são bem parecidos, mas o X Power ganhou, andei lendo comentários negativos a respeito de travamentos no Zenfone 3 Max, e a assistência da LG é aqui do lado, já estou acostumada com a marca.

 

 

 

 

 

Share this post

Post Comment